sábado, 7 de maio de 2011

Gosto e nariz: cada um com um

A frase é mais conhecida como "gosto e cu, cada um com um", e eu adoro ela. Mas isso não fica muito legal no título de um post, né? Então, como muita gente troca "cu" por "nariz" em algumas frases, fiz isso, rá!
Tô aqui pra falar de gosto... mas não qualquer gosto. Gosto musical.
Música é uma coisa que toda vez que as pessoas começam a conversar sobre, e se especificam falando sobre bandas e letras boas, sempre tem uma ovelha negra pra dizer "que lixo" e então começar aquela linda discussão, que nem com futebol...


- Lixo? Lixo é o que você ouve!
- A sua banda preferida nunca ganhou um prêmio!
- E a sua ganhou o que? Meus Prêmios Nick? Ah, grande coisa!
- Melhor que nada!
- Nossa música não é pra criancinhas ouvirem e dormirem!
- MPN não é feito só de crianças!
- Minha banda tem muito mais experiência e discos vendidos que a sua, dá licença!
- A minha é nova ainda, mas vamos ver daqui 5 anos quem vai estar rindo!
- Com certeza não você! Com aquele cantor gayzinho...
- Mas meu baterista é melhor que o seu!
- Ah, por favor, não fala merda.
- Chega! Sai daqui, seu idiota.
- Estúpido!


E por aí vai... Típica discussão idiota entre gente que não tem argumento e respeito.
Calma, respirem. Não tô aqui pra dizer que uma banda é melhor que outra, ou que um estilo é melhor que outro. Pelo contrário!
Tô cansada de gente falando que música brasileira não presta, que só tem lixo, que as letras são uma merda, e que só internacional presta.
Sabe o que eu faço pra quem me fala isso? Eu rio. E muito. Porque isso demonstra uma grande falta de cultura por parte da pessoa. Vou falar apenas uma banda, que todo mundo conhece, mas nem todo mundo gosta, mas que todo mundo respeita: Legião Urbana. Não me venha falar que letra não presta, etc, porque Renato Russo foi praticamente uma lenda!
Agora, não tô falando que tem só essa. Existem muitas bandas brasileiras por aí, que são boas. Independente do estilo. Assim como existem bandas internacionais que são um lixo.
Não importa qual o estilo ou qual a banda, em todo lugar tem uma música que a letra não presta. Querem um exemplo brasileiro? Piriguete. Querem um exemplo internacional? My humps, do Black Eyed Peas.
PERAI, antes que os fãs de BEP venham me xingar, eu ADORO bep e... cara, até o will.i.am falou como essa letra é uma droga, e que não vai mais tocar ela em shows. Dá uma corridinha no google e procura a tradução, amigos rs. Quem conhece de inglês, sabe como a música é só de ouvir.
Você não pode apenas ouvir uma música, e cantar, e dizer que é linda, sem saber o que tá falando.
Calma, também não tô falando que a música é uma merda. A letra é uma merda, mas o ritmo até que é legal. Então temos que tomar muito cuidado com isso. O ritmo pode ser legal, mas não podemos sair cantando my humps nas ruas do EUA achando que tá cantando uma coisa linda, né?

Agora, além de que todo lugar tem sua música trash, ou sua banda trash, temos também aqueles fãs que discutem sobre a voz do cantor.
Cara, olha o título do post. POR FAVOR! Pra você e mais meia dúzia a voz daquele cantor pode ser uma merda, pode parecer que ele tá cagando enquanto canta, mas pra outras pessoas pode parecer linda, maravilhosa! Então você não pode simplesmente chegar xingando. Porque e se essa pessoa que acha a voz do tal fulano maravilhosa, odeia a voz da sua banda favorita? Vocês vão começar aquela discussão no-sense baseada no seu próprio umbigo? Desinfla o ego que você não é ninguém pra falar que a voz de alguém é um lixo, e achar que é o dono da razão.
Não tô dizendo que não acho que não tem cantor-cagão por aí, na minha opinião, claro que tem! Mas sempre vai ter alguém que gosta, então, não vou sair falando 'puta merda, o cara dessa banda que você gosta é um gay fdp que canta mal pra cacete', claro que não!
As pessoas tem que aprender a respeitar o gosto e a opinião alheia, se não querem ouvir o mesmo. Não quer que façam com você, não faça com os outros. Ação e Reação, amigos. Newton está presente onde você menos imagina!
O mesmo vai pra estilo musical. Eu ouço de tudo, então não vou dizer que uma coisa é melhor que outra. Quer um exemplo? Ontem eu tava ouvindo funk (aqueles mais antigos), depois sertanejo, depois mpb, e então metal.
Sim, quer dizer que eu ouço de funk à metal, eu ouço, e não é brincadeira.
"Mas você tem Ivete no computador?"
Tenho.
"Você tem ~atoladinha~?"
Uh, tenho.
"Ah, mas tem a7x?"
Tenho!
"Legião? :O"
Quase todas <3
"Lulu santos?"
To dizendo que gosto de tudo.

É, pois é. E eu vivo ouvindo gente que me pergunta se eu gosto de tal música, de um estilo X. Eu digo que sim. Daí a mesma pessoa fala que não gosta de um outro estilo, eu digo que gosto, e ela fica 'ai, que horrível, que gosto musical é esse, menina'.
Sabe o que é isso? Chamam de ser eclética. Eu chamo de saber apreciar todos os tipos de música, e saber ouvir. Claro que tem coisa que eu odeio Calypso, mas nem por isso eu falo merda para os fãs ou qualquer outra coisa. Entre pessoas que eu sei que não gostam, eu posso até comentar do quão lixo eu acho que tal.
Não estou pedindo pra vocês aprenderem a apreciar outros estilos musicais, ou qualquer outra coisa. Só estou dizendo pra aprender a respeitar a opinião do outro, e entender apenas uma coisa: gosto e cu, cada um com um. Nem todos pensam como você, respeite isso!


Ps: o cantor de uma banda, tá pouco se fudendo pra se você gosta ou não da voz dele. Ele tá ganhando muito dinheiro com os fãs dele, não é como se ele fosse realmente prestar atenção no que você fala... Luan santana tá aí pra provar isso...

Um comentário:

  1. Olá, convido-a a vistar o meu blog e concorrer aos livros que lá estão disponíveis todo m/~es, em agosto são 8 e em setembro 9, um deles pode ser ser, vá lá e confira os livros que serão sorteados, para concorrer, basta segui o blog e deixar um comentário - estou participando da promoção.
    abraços

    ResponderExcluir